segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Louie Louie

''Dentro do ônibus via a cidade passar sem som, sem um mínimo ruído.
Ela havia sentado ali á poucos minutos e a vontade era de não levantar. Estava confortável.
Existiam acentos suficientes para que ela pudesse mudar de perspectiva por pouco mais de vinte vezes, na verdade pouco mais de nove se contarmos que o que lhe interessava eram os ‘’bancos da janela’’.
Ao invés de escutar as buzinas e os ruídos, preferia os fones.
Seu olhar parecia atento por trás das lentes escuras, pois, inclusive, seu corpo mexia quando via algo passar na rua que lhe interessasse, ou para ver quem acabava de entrar.
O cheiro da goma que mascava exalava após cada ‘’bola’’ feita e seguida de um estouro.
Em suas mãos, uma pasta transparente com um desenho que me lembrava pop-arte. Realmente era interessante. Apelidei-a de Louie''

- Após vê-la levantar-se para tocar o sinal e antes que chegasse a porta, entreguei-lhe a cópia do que escrevi acima, claro que logo abaixo seguia meu ‘número’.
No mesmo momento em que recebe a folha de caderno um pouco amassada, responde com um sorriso e passa a ficar vermelha como se tivesse acabado de ser colorida por Roy Lichtenstein.

13 comentários:

felipeluna_281 disse...

Gosto muito de como tu pegas das coisas banias e corriqueiras um motivo pra escrever coisas interessantes.

Pena que esse post foi tão pequeno!

Lucas disse...

Confesso que fiquei supreso com o final, haha.
Excelente, meu caro amigo.
Quantas 'Louie' passam por nossas vidas e nem o sabor de entregar-lhes bilhetes nos permitimos.
Sou um desses. Me identifiquei por completo com isso.

Obrigado novamente.
Tentarei tomar coragem da próxima vez que encontrar com uma 'Louie', haha.

Lucas disse...

Haha, não precisa agradecer, meu caro.

Dê uma olhada no meu último post (atualizei agora, rsrs), creio que irás gostar. :D

Um forte abraço.

Lucas disse...

Formado? Em nada, hahaha. :D
Passei pra segunda fase da FUVEST esse ano, Filosofia. HAHA :D

E tu?

Lucas disse...

Haha, melhor niilista do que hedonista. :D

Ps:. Hoje eu encontrei uma 'Louie' haha, foi engraçado, lembrei do seu texto. :D

Lucas disse...

Haha, vou tentar sim. :D
Meu caro, eu vou me retirar, descansar um pouco porque jájá começa ou terminar mais um dia.

Um forte abraço, obrigado pela atenção.
Até uma próxima.

Balinha* disse...

Endereço de blog novo, rs, residencial ainda é o mesmo.

Eu amei seu texto, viajei agora. Você escreve bem, parabéns!

http://bsalgada.blogspot.com/2008/12/laia.html

Gustavo disse...

Muito boa.
Me lembrou um conto feito por Miguel Marvilla, do livro "Os mortos estão no living" - Pelo seu texto eu percebi que você irá gostar, e recomendo-, desculpe-me, porém esqueci o nome do conto.
Até mais e continue assim.

Balinha* disse...

Você tem toda razão, vou cobrar 500, rsrsrsrs.

Seu final aí foi interessante, parabéns.

Mil beijos.

stella barbosa :* disse...

você faz as coisas simples ficarem mais interessantes, adorei o seu blog!
Obrigada pelo comentário, e respondendo à você: eu acho sem graça ver cenas de sexo na escola HA HA HA!
o texto é meu (:
OBRIGADA PELA VISITA, ABRAÇOS :*

Bala disse...

Obrigada pela visita!

Agora se a mulher tiver autoestima, tira tudo a limpo. Tadinha de nós quando não temos. ;)

Mil beijos!

noelle disse...

o final é otimo.

meu novo seguidor?
nice :)

beijos.

stella barbosa :* disse...

MEUDEUS, NÃO ACREDITO QUE CONFUNDI DE BLOG :X
OSASAOSAJISAOSAHOSHO' ME DESCULPA :/
BEIJOS