sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Vício

Coloquei pra tocar a música, no tom certo.
Respirei outra vez e agora vinha o gosto amargo, uma sensão chamada 'pós'.
Agora tudo que eu tinha era depois e depois, após e desde que.
Quando fosse contar minhas histórias sempre seriam assim o começo, isso se viessem após esse fato.
Tudo agora tinha o gosto certo pro momento, eu sabia que o amargo era o que eu sempre procurei.
Sempre tive essa mania, experimentava situações boas para experimentar a sensação do fim, sempre foi esse o lado bom.
Depois de curtir um pouco mais o que estavamos vivendo, te liguei, terminei tudo em segundos e esperei que viesse logo esse gosto amargo que viciei.
Nossos orgulhosos 5 anos de convivência eram tão frageis que foi tudo embora em segundos, então disse: ''Foi ilusão.'' e desliguei.

4 comentários:

Bertolucci disse...

- Me correspondo de cabo à rabo.Às vezes o amargo se torna, deveras mais interessante do que o doce.

Fany disse...

heey.
Ilusão?! Nem fale... Já me dei bem mal por causa disso.

Nathália disse...

Ilusão é como comer um daqueles doces que quando colocamos na boca sentimos o gosto doce, e logo após, o gosto amargo.
Talvez possamos descobrir que o amargo é mais saboroso que o doce que veio primeiro. Seria como experimentar o doce para sentir o amargo?

ARCANO disse...

Se eu te contar meus vicios, voce adoece comigo? (: